Vale a pena anunciar na rede de Display do Google?

Os anúncios display são uma das formas mais antigas de Marketing Online. Estamos perante estes anúncios sempre que lemos notícias online ou abrimos o nosso email. E, ao mesmo tempo, é muito provável que nunca tenhamos clicado num desses anúncios, a menos que tenha sido feito especificamente para nós.  E por isso, vale a pena perguntar: vale a pena anunciar na rede de Display da Google?

A resposta é: sim!

Estes anúncios são a versão digital dos tradicionais outdoors. Sendo que, neste caso, o digital nos presenteia com duas (grandes) vantagens: segmentação e mensurabilidade! E se pensarmos no custo destes anúncios e no número de pessoas que clicam neles, a publicidade display oferece um ROI positivo para a maioria dos anunciantes.

Contudo, olhando para as estatísticas, sabemos que apenas 0.06% dos utilizadores clicam em anúncios display. Esta percentagem pode parecer desencorajadora, mas na verdade estes anúncios são sempre distribuídos em sites com elevado tráfego, como sites de notícias ou blogs populares. Ou seja, imaginando que o nosso anúncio está a ser exibido num site que tem 500.000 utilizadores mensais, a uma taxa de 0.06%, estamos a falar de 30.000 pessoas a clicar no anúncio, e 30.000 novos potenciais clientes. 

Como otimizar os anúncios display tornando-os mais eficazes?

A Google estima que a sua rede display alcança 90% dos utilizadores da Internet em todo o mundo através de milhões de Websites, páginas de notícias, blogs e sites Google como o Gmail e o YouTube. Embora este número seja impressionante, estes anúncios têm várias opções de segmentação e existem várias técnicas para otimizar e tornar estes anúncios mais eficientes.

 

Ações de remarketing

Retargeting é direcionar anúncios a utilizadores com base no seu histórico dentro do nosso website e na internet em geral. Isto é significativamente mais eficaz em termos de cliques e conversões. Anúncios display implementados numa lógica de retargeting têm 53% mais visualizações do que os anúncios regulares, e 70% mais probabilidade de converterem, de acordo com um estudo da comScore. 

Em display, podemos fazer retargeting utilizando critérios diferentes. No caso das lojas online, podemos mostrar anúncios de forma dinâmica com base no comportamento de cada utilizador no nosso website. Por exemplo, se alguém adicionou determinado artigo ao carrinho ou à wishlist, mas não finalizou a compra, poderá receber anúncios sobre esse artigo em questão, com destino à página de checkout.  Da mesma forma, as empresas B2B, podem ter anúncios direcionados a utilizadores que visitaram as páginas de conversão e não converteram, recuperando tráfego perdido e angariando mais leads

Podemos ainda fazer o upload da nossa lista de clientes, indo ao encontro deles com opções de up selling. Ou, fazer retargeting com base em intenções de compra personalizadas, mesmo que esses utilizadores não sejam nossos clientes, ou tenham visitado o nosso website. Com base nas pesquisas e comportamento dos utilizadores, a Google consegue saber quem tem a intenção de comprar determinado artigo. Por isso, não há limite definido de como podemos fazer retargeting nos nossos anúncios, e devemos ter vários grupos de anúncios com “públicos-alvo” diferentes. Pois as opções são inúmeras!

 

Anúncios de visualização adaptável

Os anúncios de visualização adaptável (responsive display ads) são criados de forma automática com base nos recursos (imagens, títulos, logótipos, vídeos e descrições) que colocamos no google ads. Através de um modelo de aprendizagem automática, o google ads vai determinar a combinação ideal desses recursos para cada espaço publicitário, tendo em conta o nosso histórico de performance e o utilizador impactado por esse mesmo anúncio. Este formato de anúncio é muito interessante e versátil.    

 

Anúncios contextualizados

A rede display da Google permite-nos associar o nosso produto ou serviço a um determinado conteúdo. Por exemplo, se vendemos algo dentro do setor tecnológico, podemos ver os nossos anúncios partilhados num site que fala sobre as principais inovações nessa área. E neste sentido, teremos o nosso produto num contexto familiar ao utilizador. 

Agora que já sabe mais sobre estes anúncios, é um bom momento para analisar de que forma a sua empresa pode enquadrar esta estratégia na aquisição de novos clientes e/ou reconquistar clientes antigos. Acima de tudo, a publicidade display trabalha a notoriedade da marca, tornando-a top of mind no seu segmento de mercado. Se precisar de ajuda para perceber se esta estratégia é a mais adequada para si e para a sua empresa entre em contacto e teremos todo o gosto em ajudá-lo(a).

Post a Comment

Como selecionar o melhor canal de venda digital para o seu negócio by in How to

No último ano muitos foram os negócios que viram o seu pri ...

22 Fev, 2021 1  Person Liked it

4 passos para selecionar os melhores canais de marketing para publicitar a sua marca  by in Estratégia

Atualmente, há 4.66 bilhões de pessoas online, o que repre ...

15 Fev, 2021 2  Person Liked it

Vale a pena anunciar na rede de Display do Google? by in Publicidade online

Os anúncios display são uma das formas mais antigas de Mar ...

29 Jan, 2021 4  Person Liked it